Loading...
You are here:  Home  >  Notícias  >  Current Article

Aprovada audiência pública da Frente do Etanol para discutir a crise do setor

por   /  22 de maio de 2014  /  Sem comentrio

    Print       Email

A Comissão de Minas e Energia da Câmara aprovou requerimento apresentado pelo deputado federal Arnaldo Jardim (PPS-SP), que lidera a Frente Parlamentar de Valorização do Setor Sucroenergético (Frente do Etanol), para apresentação e debate, em audiência pública, de três estudos realizados por professores e pesquisadores da USP, com foco nos efeitos positivos do uso do etanol sobre a economia, o meio ambiente e a saúde da população. A reunião está marcada para o dia 28/5 (quarta-feira), às 14h, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

“Somente a frota de quase 20 milhões de veículos leves do Brasil que roda com a combinação de gasolina e etanol seria suficiente para que o biocombustível da cana fosse mais incentivado pelo governo”, afirma Jardim, ao cobrar apoio para a superação da crise enfrentada pelo setor sucronergético. Líder da Frente do Etanol, Jardim lembra que, além dos aspectos econômicos, o etanol proporciona benefícios à saúde da população, como comprovam os estudos conduzidos pela USP (Universidade de São Paulo) que serão apresentados na ocasião.

Um deles confirma a informação de que, caso o uso de etanol fosse eliminado da região metropolitana de São Paulo, poderia haver um acréscimo de mais de 25 mil internações e cerca de 400 mortes, ao ano, causadas por doenças respiratórias e cardiovasculares. Segundo Jardim, a produção da cana também tem “efeito positivo” sobre a economia, em termos sociais, porque gera seis vezes mais empregos quando comparado com a extração e o refino de petróleo. “São quase 600 mil empregos formais distribuídos em mais de 1.040 municípios brasileiros, o que demonstra a capacidade do setor e a alta capilaridade da sua cadeia produtiva”, afirmou o parlamentar.

A íntegra dos estudos que mostram a viabilidade do etanol será apresentada pelos professores e autores Marcos Favas Neves – titular do Departamento de Administração da USP de Ribeirão Preto –, que mapeou a cadeia produtiva da cana-de-açúcar; Paulo Saldiva –  titular do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP de São Paulo – , responsável pela avaliação dos benefícios do etanol na saúde da população nas principais regiões metropolitanas do país; e Isaías Macedo – pesquisador do Nipe (Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético) da Unicamp –, que avaliou os benefícios do etanol como redutor do efeito estufa.

Movimento Pró-etanol
A audiência pública, de acordo com o deputado Arnaldo Jardim, faz parte de uma série de iniciativas da Frente Parlamentar de Valorização do Setor Sucroenergético promovidas em parceira com o Movimento Pró-etanol, que reúne produtores rurais, sindicalistas, empresários e afins para exigir do governo medidas que resgatem o setor da crise em que se encontra desde 2008. No dia da reunião será lançado oficialmente o site do movimento, criado para mobilizar o setor sucroenergético e chamar atenção para a crise que já provocou o fechamento de mais de 40 usinas desde 2008 e a perda de cerca de 50 mil postos de trabalho.

Reivindicações
As principais reivindicações do Movimento Pró-etanol são:
·        Diferencial tributário: é necessário agregar valor ao etanol limpo e renovável em detrimento da gasolina, que é fóssil, finita e poluente;
·        Aumento do teto da mistura, de 25% para 27,5%;
·        Incentivo à cogeração de energia (bioeletricidade) através da biomassa do bagaço e da palha de cana, com leilão e preços diferenciados das demais modalidades existentes;
·        Incentivo à inovação tecnológica dos motores movidos a etanol.

    Imprimir       Email
  • Publicado: 5 anos atrs 22 de maio de 2014
  • por:
  • ltim modificao: maio 22, 2014 @ 2:56 pm
  • Arquivado em: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Why ask?

Voc tambm pode gostar ...

PEUGEOT 208 chega ainda mais completo na linha 2016 e pelo mesmo preço das versões 2015

Leia mais →